Campina da Lagoa/PR -  
  Enquetes   O portal   Classificados   Fale Conosco   Guia Comercial  
 
 

  Foram entregues as 18 moradias a custo zero para famílias carentes em Campina da Lagoa  
  Publicado em 3 de Maio de 2018  
 
Envie por email
 
 

 
 
 
Foram entregues as 18 moradias a custo zero para famílias carentes em Campina da Lagoa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) fez nesta quinta-feira (3), a entrega das chaves das 18 moradias a famílias carentes do município de Campina da Lagoa.

 

A entrega aconteceu às 16 horas, com a presença do presidente da Cohapar, Nelson Cordeiro Justus, Chefe Regional da Cohapar, Ricardo Widerski, Prefeito Milton Luiz Alves, Vice-Prefeito Celso Passafaro, Vereadores Alceu Barbudo e Zé Boi, Vereadoras Devanira Braz e Sandra Klassen e Secretários Municipais.

 

As moradias foram construídas com recursos do programa do Governo Federal “Minha Casa Minha Vida 2”, SUB 50 e Programa “Morar Bem Paraná”, da Cohapar. A prefeitura fez a doação dos terrenos. As obras tiveram início em julho de 2013, a previsão de entrega era para janeiro de 2014, mas a empresa vencedora da licitação abandou os trabalhos, fazendo com que as famílias aguardassem desde então o término dos trabalhos.

 

As casas foram construídas entre os Conjuntos Boa Vista e Novo Horizonte. O novo Conjunto levará o nome de Residencial Irene de Deus França, homenagem a pioneira do comércio de Campina da Lagoa.  

 

Desde que assumiu o município, no início de 2017, a conclusão das obras das moradias era prioridade para o prefeito Milton Luis Alves (PSC). Por diversas vezes ele esteve reunido na Cohapar cobrando o término das obras.

O Projeto

Cada moradia terá área construída de 40,99 m2 e área útil de 36,03 metros quadrados. Serão dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro. O custo unitário aproximado é de R$ 31 mil. Os recursos utilizados serão do Governo Federal (Minha Casa Minha Vida) e Cohapar (Programa Morar Bem Paraná). As 18 famílias beneficiadas com as novas casas populares têm cadastro na Secretaria Municipal de Ação Social e não terão qualquer custo para adquirir os imóveis.

 

 

 

 
 
 
 

     
 

 
 
     
Publicidade

 

 


Portal o Vale - desenvolvido por Oberdan.com