Campina da Lagoa/PR -  
  Enquetes   O portal   Classificados   Fale Conosco   Guia Comercial  
 
 

  Adolescente denuncia vereador de Francisco Alves por abuso  
  Publicado em 4 de Agosto de 2019  
 
Envie por email
 
 

 
 
 
Adolescente denuncia vereador de Francisco Alves por abuso

Foto: Reprodução/RPC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por RPC Noroeste

 

Um vereador de Francisco Alves, no noroeste do Paraná, é suspeito de abusar de uma adolescente, de 17 anos, na madrugada desta sexta-feira (2). Liomar Mendes Lisboa, conhecido como Cabelo do Povão, foi denunciado depois da jovem procurar o pronto atendimento da cidade.

 

Conforme o Boletim de Ocorrência da Polícia Militar (PM), o parlamentar, que é do PDT, teve um caso extraconjugal com a adolescente e há dois meses tiveram um filho. Nesta madrugada, ele procurou a jovem para falar sobre a pensão do bebê.

 

Segundo a polícia, o vereador foi até a casa da garota com um carro da prefeitura, pegou a adolescente e os dois foram até um posto de combustíveis. O boletim descreve que durante essa conversa no posto, o vereador abusou da menina e ainda a ameaçou mostrando uma arma.

 

A jovem achou que era uma arma de brinquedo e, segundo o que ela relatou aos policiais, o parlamentar retirou uma das cápsulas de munição e entregou para ela para comprovar que a arma era verdadeira.

 

O Boletim de Ocorrência ainda traz a informação de que o Liomar Lisboa discutiu com a mãe e com alguns familiares da adolescente e tentou atropelar o grupo com o carro oficial da prefeitura.

 

 

No pronto atendimento, a mãe e a adolescente afirmaram que constantemente são ameaçadas de morte pelo vereador.

 

O que diz o vereador

 

Em entrevista à RPC, o vereador disse que na quinta-feira (1°) foi procurado pela adolescente para comprar remédios para ela e para o bebê. Mais tarde, ele recebeu uma nova ligação da jovem pedindo para ele depositar a pensão do filho para que ela pudesse comprar roupas para um irmão.

 

Liomar Lisboa disse que por volta das 22h ligou para a garota e descobriu que ela e o bebê estavam na casa da avó porque, segundo a adolescente, foi expulsa de casa pela mãe.

 

“Não encostei nela. Não aceito que ela entregue a pensão do meu filho para a mãe dela. Eles estão me pressionando de um jeito que estão me obrigando a pagar remédios para todas as pessoas da família. Eu não aceito mais isso. Ela vai fazer exames que vão comprovar que não encostei nela”, disse o vereador.

 

O vereador admitiu que encontrou a menina com o carro oficial da prefeitura, mas negou que tentou atropelar a família dela. Disse que estava com o veículo porque levou pacientes para fazer hemodiálise em Umuarama.

 

O caso foi encaminhado à delegacia de Iporã.

 
 
 
 
     
 

 
 
     
Publicidade

 

 


Portal do vale - desenvolvido por Oberdan.com